Ultrassonografia convencional

O exame de Ultrassom Convencional, ou Ecografia, é um método de diagnóstico por imagem bidimensional indicado para a identificação de doenças ou alterações anatômicas, a partir da forma, do tamanho e da estrutura dos órgãos investigados.

A técnica, com duração média de 30 minutos, é realizada por meio de ondas sonoras de alta frequência, que exercem vibração sobre os tecidos. Esse procedimento gera um eco, transcrito para o aparelho, em tempo real, em forma de imagens.

A Ultrassonografia é recomendada para a análise inicial do estado de órgãos internos, principalmente fígado e rins; investigação de lesões ortopédicas em ligamentos e cartilagem; acompanhamento de processos inflamatórios, doenças de depósito, formação de cálculos renais e na vesícula biliar; e, também, para a observação de rompimento de tecidos e estreitamento de vasos.

Além dos benefícios já apresentados, o exame também é um grande conhecido da saúde da mulher, especialmente para o monitoramento íntimo, para a investigação de alterações anatômicas, assim como acompanhamento gestacional e identificação de tumores.

A Ultrassonografia não emite radiação e não possui contraindicações.

Como o exame é realizado?

Para a realização do exame, uma sonda transdutora é posicionada sobre a pele ou cavidade, com auxílio de um gel condutor, à base de água, e as imagens são formadas, imediatamente, na tela do aparelho. Dessa forma, também podem ser acompanhadas pelo paciente.

Cada tipo de ultrassom exige preparos específicos. Portanto, é fundamental seguir as orientações clínicas.