Espermograma

O Espermograma é considerado o exame laboratorial mais importante para a análise da capacidade reprodutiva dos homens, por meio da investigação da qualidade do sêmen.

Este exame analisa o aspecto do material ejaculado, sua quantidade e as condições dos espermatozoides da amostra. A partir da coleta, é possível investigar, além da fertilidade, outros fatores da saúde reprodutiva do paciente.

Em geral, o espermograma é solicitado nos casos em que condições físicas, imunológicas ou genéticas podem alterar a funcionalidade espermática e interferir na fertilidade do homem. Entre as principais demandas, encontram-se casais com desejo de engravidar e homens no pós-cirúrgico de vasectomia.

Como o exame é realizado?

O material é coletado pelo paciente, em um frasco, sem uso de lubrificantes. Em seguida, é direcionado ao laboratório, onde ocorre a análise descritiva do sêmen, com ênfase na motilidade e na morfologia do espermatozoide – ou seja, a capacidade de locomoção e suas características físicas. Essa avaliação engloba viscosidade, pH, coloração, liquefação, concentração espermática e vitalidade dos gametas, bem como quantidade de leucócitos e de outros compostos.

Para realizar o exame, o paciente deve estar em abstinência sexual de 2 a 7 dias – não apenas sexual, mas de qualquer ação que cause ejaculação. Não existem contraindicações, nem recomendações posteriores à sua realização.

Recomenda-se que sejam feitas duas coletas, com intervalo de 15 dias, para a comparação dos resultados. Caso apresentem semelhanças, há um diagnóstico. Se houver discordância, uma terceira coleta deve ser realizada.

Preparos de Exames

Antes de realizar seu exame, certifique-se de cumprir as recomendações de preparo:

Espermograma

Teste de ENDTZ

Teste de Fragmentação de DNA Espermático